Esfoliante caseiro

Adoro artigos de receitas mas já fazia falta um novo DIY de beleza! Assim, hoje vou partilhar com vocês o meu esfoliante caseiro preferido, que já faço há anos. Já devem saber que sou fã de alternativas caseiras, mais naturais e que criem menos desperdício de produtos de higiene e beleza. Já tinha partilhado aqui no site a receita do meu shampoo seco caseiro e da manteiga corporal caseira.

Tento com que todas as receitas deste tipo de produtos criadas por mim sejam fáceis e com ingredientes simples e universais. Para quem não tem experiência e/ou conhecimento em fazer produtos de higiene caseiros, é melhor começar pelas receitas e técnicas básicas. E a receita deste espoliante é perfeita para isso! Com apenas dois ingredientes obrigatórios (que já deve ter em casa) e um opcional, não há como falhar. Por isso, não hesitem em experimentar!

Sobre os componentes desta receita…

A base deste esfoliante é o açúcar. Como já devem ter reparado, não é um ingrediente que utilize em receitas alimentares, no entanto, aqui faz muito sentido, por ser acessível e fácil de encontrar. Confesso que só compro açúcar para fazer este esfoliante e para usar na fermentação de kombucha caseira!

Para uma alternativa ainda mais zero-waste e ecológica, podem ser usadas borras de café em vez do açúcar. Para isso, basta ir guardando as mesmas num recipiente no frigorífico e, assim que houver uma quantidade suficiente, fazer o esfoliante. Assim, dá-se um uso útil a algo que iria diretamente para o lixo. Pessoalmente não costumo ter borras de café por casa, daí optar pelo açúcar.

Em vez deste tipo de ingredientes naturais que servem para esfoliar a pele, muitos produtos comercias têm pequenas partículas de plástico, uma espécie de bolinhas chamadas “microplásticos“. Estas partículas também estão presentes noutros produtos como pastas de dentes, e são nocivas para o meio ambiente, por poluirem os oceanos (como são tão pequenas, passam pelos filtros…). Por isso, todas as alternativas sem elas fazem a diferença e reduzem as consequências nocivas no meio ambiente!

 

Outros artigos de DIY de beleza:

Esfoliante caseiroEsfoliante caseiro

Esfoliante caseiro
 
Tempo de preparação
Tempo de cozimento
Tempo total
 
Autor:
Tipo de receita: Beleza
Porções: 1 dose
Ingredientes
  • 2 colheres de chá de açúcar (branco, mascavado...)
  • 1 colher de chá de azeite
  • 2 gotas de óleo essencial de alfazema (opcional)
Instruções
  1. Misturar todos os ingredientes numa tigela e está pronto a usar.
Notas
Se restar, pode ser guardado num recipiente fechado no frigorífico, até 1 semana.

 

Manteiga corporal caseira

Um bom crepe de corpo foi algo que nunca dispensei e confesso que era viciada nos bodybutter de compra de todos os cheiros possíveis e sabores possíveis. No entanto, quando comecei a procurar um estilo de vida ainda mais natural, saudável e sustentável, percebi que estes iriam deixar de ser uma opção.

Praticamente qualquer creme de corpo comprado numa superfície comercial vai ter conservantes, aromas e outros aditivos químicos. Já para não falar do desperdício que geral as embalagens – são sempre de plástico e um crepe de corpo é um produto que se gasta relativamente rápido.

Apesar de adorar utilizar óleos vegetais puros como hidratantes (tanto no corpo, como na cara), às vezes sinto a necessidade de ter um produto com uma consistência diferente e com um aroma mais pronunciado.

Então, depois de testar muitas diferentes versões, comecei a fazer a minha própria alternativa às manteigas corporais. Ao contrário de um creme normal, uma manteiga corporal é mais concentrada, mais hidratante e à base de óleos, sendo assim perfeita para peles secas.

Neste caso, por apenas incluir ingredientes naturais, é também adequado a peles sensíveis, atópicas e recativas.A minha pele preenche todos os três requisitos então sou a combaia perfeita!

Depois de cerca de 2 anos a hidratar o corpo com este tipo de manteigas, óleos vegetais puros e também por vezes gel de aloé vera, posso-vos garantir que tenho a pele muito mais hidratada e suave, mesmo que algum dia não os use. Assim, tenho notado que este tipo de produtos naturais nutrem a pele a longo prazo.

No caso desta receita em particular, uso o azeite como a base, por ser um produto local para nós e cheio de benefícios para a nossa pele. Por outro lado, a manteiga de karité também é necessária, por ser muito mais espessa do que o azeite e por dar assim a estrutura desejada ao creme.

Em relação aos óleos essenciais, são opcionais, no entanto, tornam o creme aromático e aumentam os seus benefícios. O óleo essencial de alfazema ajuda a acalmar a pele, a relaxar os músculos e é antibacteriano, sendo eficaz no combate à acne e borbulhas em geral.  O óleo essencial de cravinho constitui um antisséptico natural muito poderoso, prevenindo mordidas de insetos e ajudando a eliminar micoses, verrugas, etc.

 

5.0 from 1 reviews
Manteiga corporal caseira
 
Tempo de preparação
Tempo de cozimento
Tempo total
 
Autor:
Tipo de receita: Creme caseiro
Porções: 500ml
Ingredientes
  • 300 ml de azeite extra virgem
  • 6 CS de manteiga de karité
  • 10 gotas de óleo essencial de alfazema (opcional)
  • 5 gotas de óleo essencial de cravinho
Instruções
  1. Em banho-maria, derreter a manteiga de karité até ficar líquida (nunca no micro-ondas para não perder as propriedades)
  2. Colocar a manteiga num processador de cozinha (ou copo da varinha mágica), juntamente com o azeite e os óleos essenciais.
  3. Processar até obter uma consistência cremosa e com “picos” relativamente firmes.
  4. Transferir a mistura para um frasco de vidro e guardar no frigorífico durante 3h, ou até solidificar*
  5. *No verão e em alturas quentes a mistura deve ser guardada no frio para manter a sua consistência. No inverno, pode ser conservada fora do frigorífico, sempre num frasco de vidro fechado.

Shampoo seco caseiro

Nunca fui aquela pessoa que lava o cabelo todos os dias. Sempre consegui lavar o cabelo algumas vezes por semanas, mantendo um aspeto visual normal e sem parecer que deixei cair um litro de azeite com cima da cabeça!

A verdade é que lavar o cabelo contribui ainda mais para a produção de gordura pelo couro cabeludo. Porque? Porque toda a nossa, incluindo o nosso couro cabeludo, produzem naturalmente óleos; quanto mais lavarmos a pele/cabeça, mais retiramos estes óleos e damos ao nosso corpo o sinal “a pele está seca, é preciso produzir mais óleo!”.

Essa é uma das razões para conseguir manter o cabelo com aspeto limpo e saudável durante vários dias. No entanto, o cabelo tende sempre a ficar mais pesado e oleoso nas raízes, o que é natural. Para isso, existe uma grande variedade de shampoos secos no mercado.

Sempre tentei encontrar alternativas caseiras, e durante algum tempo usei pó talco como shampo seco. Era bastante eficiente, no entanto, descobri que podia ser muito perigoso para a nossa saúde, pois é penetrado na pele e parece potenciar processos inflamatórios.

Assim, mais uma vez, procurei uma alternativa caseira mas mais natural. Rapidamente percebi que a base seria o amido de milho: tem a mesma consistência fina que o pó talco, é acessível e, em princípio, é seguro de ser absorvido pela pele por ser um produto alimentar.

Como o amido de milho é muito claro, tive a ideia de adicionar cacau em pó para escurecer a cor do produto final. Assim, quanto mais escuro for o vosso cabelo, mais cacau devem adicionar.

Deixo aqui um pequeno antes e depois deste shampo seco. Neste caso, apliquei em raízes muito oleosas e com restos de laca. Ainda assim, o cabelo ficou menos oleoso e mais solto!

Para utilizar o shampoo, devem colocar uma pequena quantidade do preparado em várias zonas das raízes. Com a ajuda dos dedos, espalhar o produto, soltando as raízes. Aconselho a fazerem esse processo de cabeça para baixo, deixando cair assim o excesso do produto.

 

Shampoo seco caseiro
 
Tempo de preparação
Tempo de cozimento
Tempo total
 
Autor:
Tipo de receita: Beleza
Porções: 1 frasco médio
Ingredientes
  • 6 colheres de sopa de amido de milho
  • 3 colheres de sopa de cacau em pó (quanto mais escuro for o cabelo, mais cacau devem adicionar)
Instruções
  1. Colocar ambos os ingredientes num tigela e misturar muito bem (usem uma colher para partir os grumos do amido).
  2. Ajustar as quantidades do cacau até obter a consistência desejada.
  3. Guardar o preparado num frasco e especiarias (torna a aplicação mais prática).